Um olhar sobre Macau

por Ana PEREIRA, LLCE1 português

Macau é uma região que se situa no continente asiático, mais precisamente na China.

É uma Região Administrativa Especial da República Popular da China, tal como Hong Kong.

As regiões administrativas especiais da República Popular da China têm um alto nível de autonomia, um sistema político diferente e uma economia capitalista.

Voltando atrás no tempo, a região de Macau começou a ser colonizada em 1557 pelos portugueses, e foi ocupada por Portugal durante mais de 400 anos. Inicialmente, esta região foi o primeiro entreposto europeu na China e acabou por ser a última colónia europeia na Ásia.

Jorge Álvares

O primeiro português a chegar ao Sudeste da China foi Jorge Álvares, em 1513, durante os Descobrimentos, mas nesse tempo os portugueses ainda não eram autorizados a permanecer no território e aí estabelecer uma colónia, pelo menos não no mesmo modelo das colónias africanas, por exemplo. No início das viagens ao oriente, Portugal só obteve o estatuto de visitante. Em 1542, os portugueses, que já frequentavam as costas orientais da China, estabeleceram-se em Liam Pó. Mas, em 1545, esta comunidade, que na altura tinha cerca de 3 mil habitantes, foi arrasada por 60 mil chineses numa batalha que durou apenas 5 horas. Os portugueses, derrotados, tentaram estabelecer-se em Chin-Cheu, mas foram expulsos novamente em 1549.

Os portugueses desembarcaram em Macau entre 1553 e 1554, sob o pretexto de secar a sua carga e de fazer descansar os marinheiros. As autoridades chinesas, em 1557, autorizaram finalmente os portugueses a estabelecerem-se permanentemente em Macau e concederam também um considerável grau de auto-governação a esta região, mas em troca, os portugueses deviam pagar um aluguer anual de cerca de 500 taéis de prata.

Várias guerras e mudanças políticas aconteceram devido à localização estratégica de Macau para o comércio asiático, mas os portugueses conservaram os direitos administrativos e territoriais nesta região do mundo até 1999. Nesse ano e seguindo o exemplo do que o Reino Unido fizera com Hong Kong, foi assinada uma declaração conjunta entre a China e Portugal redefinindo Macau como território chinês sob administração portuguesa, recebendo um certo grau de autonomia e o seu caráter capitalista até o ano 2049, momento no qual este território transitará definitivamente para o domínio chinês. Durante esse período de transição, a língua portuguesa continuará a ser uma das línguas oficiais de Macau, como o inglês o é para Hong Kong.

Macau foi uma colónia muito importante para Portugal ao nível comercial e estratégico, porque era um importante intermediário no comércio entre a China, a Europa e o Japão. A posição geográfica desta região permitia aos portugueses dominarem, por exemplo, o comércio da seda e da porcelana com o oriente, assim como vender produtos europeus tais como armas.

Como já afirmamos, Macau ainda tem como língua oficial o Português junto com o  Chinês, mas o Português está a desaparecer cada vez mais em Macau, é quase  impossível encontrar alguém que fale português nas ruas de Macau, dado a sua existência residual.

No entanto, a influência da língua portuguesa é visível no nome das ruas, das instituições, mas também na herança linguística que deixou nomeadamente no Patuá macaense, língua crioula de base portuguesa formada em Macau a partir do século XVI, que também é conhecido como Crioulo Macaense ou Patuá di Macau e que se encontra também em vias de extinção, apesar do trabalho de certos linguistas para a recuperação e ensino desta língua.

Exemplos : Eu sou : Io sam

Ele é : Ele sam

Atualmente dirigida pelo presidente Fernando Chui Sai-on, Macau tem como moeda a Pataca, que foi criada em 1901 e entrou em circulação em 1906 e 1907.

Em 2013 contava com 591 900 habitantes. Esta região é dividida em 2 concelhos (concelho de Macau e Concelho das Ilhas) e 7 freguesias.

Macau tem várias religiões, como o Budismo, o Confucionismo, o Taoísmo, o Catolicismo, o Protestantismo, o Islamismo e a Fé Bahá’í, que coexistem harmoniosamente, mas a religião da maioria da população é o Budismo.

No século XXI, Macau tornou-se bastante importante no que toca o turismo, sobretudo o turismo ligado ao jogo, estes dois setores são os principais setores da economia de Macau, por isso é que Macau é chamada “Las Vegas da Ásia”. Macau é o principal centro de jogos da Ásia, é o único sítio na China onde os casinos são oficialmente autorizados, sem nenhum risco de se ser preso, Atualmente existem 33 casinos, divididos entre a região continental e a ilha de Taipa, um dos mais famosos chama-se Casino de Lisboa.

A importância deste sector na economia local é tal que o investimento na construção e desenvolvimento de casinos tem registado um aumento extraordinário transformando Macau no centro mundial de jogo (ultrapassando mesmo Las Vegas) desde 2006. Macau conserva atualmente o título de capital mundial do jogo.

Bandeira da Região Administrativa Especial de Macau

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s