Nossa Arte: As impressões da memória de Daniel Senise

Compartilho com vocês um vídeo que fiz sobre o artista contemporâneo carioca Daniel Senise em 2008 durante uma exposição retrospectiva no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) de Porto Alegre.

O pintor busca memórias através da impressão do chão. Em espaços abandonados onde cria um atelier temporário, ele imprime a superfície, seja ela de madeira ou cimento.

Senise que aparece na cena artística brasileira em 1980, já participou das bienais de Veneza e São Paulo e fez exposições em diversos museus e galerias no Brasil e no exterior, entre eles o Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris, o MOMA, em New York, o Centre Georges Pompidou, em Paris e o Museu Ludwig, em Colônia, Alemanha.

Peço desculpa pelo som pois a minha câmera era amadora e a acústica do museu não ajudou muito. Mas além de críticos de arte, entrevistei o o próprio Senise que explica a sua técnica. E em história da arte o depoimento de um artista é o melhor registro que a gente pode ter sobre a interpretação de sua obra e seu processo de criação.

No site oficial do artista você pode saber mais sobre ele e conhecer suas obras

Anúncios

Sobre fernandasouza

Uma pessoa de teorias jamais revela suas práticas.
Esta entrada foi publicada em Artes Plásticas com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s