Fernando Pessoa

Être poète n’est pas une ambition que j’aie, c’est ma manière à moi d’être seul. (Le Gardeur de troupeaux et autres poèmes, trad. Armand Guibert, p.38, nrf Poésie/Gallimard)

Fernando António Nogueira Pessoa é um escritor, crítico, polemista e poeta Português. Nascido no dia 13 junho de 1888, em Lisboa, a cidade onde ele morreu de seu alcoolismo no dia 30 de novembro de 1935, ele viveu um quinto da sua vida na África do Sul. Ele viveu numa época perturbada por causa de guerras e ditaduras. Pessoa tem a particularidade de ser ao mesmo tempo escritor em inglês. O Português se tornou a língua de sua criatividade, ele vigorosamente afirmava que “Minha pátria é a língua portuguêsa,” mesmo que ele vai continuar a pensar em inglês, passando com muita facilidade de uma língua a outra escrevendo o mesmo texto.

Pessoa criou uma obra poética polifacética e complexa usando vários heterónimos diferentes, além do seu próprio nome, por exemplo os nomes de Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos Bernardo Soares. No âmbito da literatura, a heteronimía é a utilização de pseudônimos por um escritor para retratar um autor fictício, com uma vida de sua própria imaginação e um estilo literário particular. Segundo Fernando Pessoa, este conceito corresponde a uma personalidade diferente daquela do escritor real (isto é, ele próprio Pessoa) e para ela, ele cria uma vida própria além de uma obra. De acordo com Pessoa: ” A variedade é a única desculpa da abundância. Ninguém deveria deixar vinte livros diferentes, a menos que seja capaz de escrever como vinte homens diferentes.. “- Erostratus. Na verdade, Pessoa precisa das metamorfoses em termos de heteronímia: “Não evoluo, viajo” (segunda carta a Casais Montero). Sua contribuição para a língua portuguesa foi comparada com aquela de Luís de Camões na homenagem nacional oficial feita no dia do aniversário de seu nascimento. Sua obra, incluindo muitos textos escritos diretamente em inglês foi amplamente traduzida em muitas línguas, sejam idiomas europeus  até chinês. O nome ou a imagem-símbolo de Fernando Pessoa foram dadas a muitas instituições portuguesas. Desde 1996, há a Universidade Fernando Pessoa, no Porto.

Qual é a sua opinião sobre Pessoa? Acha que é muito pessimista? Você já leu um livro que ele escreveu? Você sabe o que é o livro mais conhecido entre as suas obras literárias?

Fernando António Nogueira Pessoa est un écrivain,critique, polemiste et poète portugais. Né le 13 juin 1888 à Lisbonne, ville où il meurt des suites de son alcoolisme le 30 novembre 1935, il a vécu un cinquième de sa vie en Afrique du Sud. Il vivait dans une époque troublée par la guerre et les dictatures. Pessoa a la singularité d’être simultanément un écrivain anglophone. Le portugais deviendra la langue de sa grande créativité, il affirmera avec force « ma patrie est la langue portugaise » alors même qu’il ne cessera de penser en anglais, passant naturellement d’une langue à l’autre au cours d’un même écrit.

Pessoa a créé une œuvre poétique multiple et complexe sous différents hétéronymes en sus de son propre nom, en guise d’exemple Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Alvaro de Campos et Bernardo Soares. En littérature, un hétéronyme est un pseudonyme utilisé par un écrivain pour incarner un auteur fictif, possédant une vie propre imaginaire et un style littéraire particulier. Pour Fernando Pessoa ce concept correspond à une personnalité différente de celle de l’écrivain orthonyme (c’est-à-dire Pessoa lui-même) à laquelle il crée une vie en soi en plus d’une œuvre. Selon Pessoa : « La vérité est la seule excuse de l’abondance. Nul homme ne devrait laisser vingt livres à moins de pouvoir écrire comme vingt hommes différents. »— Erostratus. En vérité, Pessoa précise à propos des métamorphoses hétéronymiques : « Je n’évolue pas, je voyage» (seconde lettre à Casais Montero). Son apport à la langue portugaise a été comparé à celui de Luís de Camões au cours de l’hommage national officiel rendu le jour anniversaire de sa naissance. Son œuvre, dont de nombreux textes écrits directement en anglais, a été abondamment traduite dans un grand nombre de langues, des langues européennes au chinois. Le nom ou l’image-symbole de Fernando Pessoa ont été donnés à de nombreuses institutions portugaises. Depuis 1996, il existe une Université Fernando Pessoa à Porto.

Quelle est votre opinion sur Pessoa ? Vous trouvez qu’il est trop pessimiste ? Vous avez déjà lu un livre qu’il a écrit ? Vous connaissez quel est le livre le plus connu parmi ses œuvres littéraires ?

Por Alexandra Garatzogianni

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Artes, Literatura, Retratos com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s