Eduardo Mondlane

Image

Eduardo Chivambo Mondlane era filho de um chefe da etnia Tsonga. Nasceu em 1920 em Manjacaze (no sul de Moçambique). Estudou na Universidade de Lisboa mas, ameaçado pelas autoridades, mudou-se para os Estados Unidos, onde foi estudar sociologia e antropologia. Depois de seu doutoramento em Harvard, começou a investigar, para a ONU, os acontecimentos que causavam a independência dos países africanos, o que vai levar-lhe à África em 1957.

Em 1962, depois de uma visita a Moçambique, tentou unificar os três movimentos pela libertação do país: a UDENAMO (União Democrática Nacional de Moçambique), a MANU (Mozambique African National Union) e a UNAMI (União Nacional Africana para Moçambique Independente). Assim a FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique) nasceu, em 25 de junho de 1962, e Mondlane foi eleito seu presidente. O movimento impôs-se rapidamente como o único partido do país e organizou-se com uma política socialista. Em 3 de fevereiro de 1969, Eduardo Mondlane morreu ao abrir uma encomenda que continha uma bomba.

Eduardo Chivambo Mondlane est le fils du chef de la tribu Tsonga. Il est né en 1920 à Manjacaze (au sud du Mozambique) . Il étudie à l’université de Lisbonne, mais menacé par les autorités, il part aux États-Unis où il étudie la sociologie et l’anthropologie. Après avoir obtenu son doctorat à Harvard, il devient chercheur a l’ONU, et étudie les causes de l’indépendance des pays africains, ce qui l’emmènera à retourner en Afrique en 1957.

En 1962, après une visite au Mozambique, il tente d’unifier les trois mouvements pour la libération : l’UDENAMO (L’Union Démocratique Nationale du Mozambique), la MANU (Mozambique African National Union) et l’UNAMI (Union Nationale Africaine pour le Mozambique Indépendant). C’est comme cela que né le FRELIMO (Front de Libération du Mozambique) le 25juin 1962. Mondlane se fait alors élire président du mouvement. Ce dernier s’impose très vite comme le partit unique du pays et s’organise autour d’une politique d’idéologie socialiste. Le 3 février 1969, Eduard Mondlane meurt en ouvrant un colis piégé.

por Enzo Soccio

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Política, Retratos com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s